top of page

Crossfit e triatlo combinam?

CrossFit pode ser uma ferramenta eficaz para melhorar seu desempenho no triatlo devido à sua ênfase em força, condicionamento e capacidade cardiovascular. Aqui estão algumas maneiras pelas quais o CrossFit pode ajudar:


Benefícios do CrossFit para Triatletas


  1. Aumento da Força Muscular: O treinamento de CrossFit envolve uma variedade de exercícios de levantamento de peso que podem aumentar a força muscular, essencial para melhorar o desempenho na natação, ciclismo e corrida.

  2. Melhoria da Capacidade Cardiovascular: CrossFit incorpora treinos de alta intensidade que podem melhorar a capacidade cardiovascular, ajudando os triatletas a manter um ritmo forte durante longas distâncias.

  3. Versatilidade e Flexibilidade: CrossFit promove a flexibilidade e a mobilidade através de exercícios dinâmicos e alongamentos, o que pode prevenir lesões e melhorar a eficiência do movimento.

  4. Resistência e Endurance: Os treinos de CrossFit geralmente combinam resistência e condicionamento metabólico, ajudando os triatletas a melhorar sua endurance e a capacidade de sustentar o esforço por longos períodos.

  5. Treinamento Funcional: CrossFit enfatiza o treinamento funcional, que pode melhorar a coordenação, equilíbrio e a capacidade de executar movimentos eficientes, o que é benéfico em todas as disciplinas do triatlo.


Exemplos de Exercícios de CrossFit Benéficos para Triatletas


  1. Levantamento Terra (Deadlifts): Melhora a força dos músculos das costas e pernas, essenciais para a potência no ciclismo e na corrida.

  2. Burpees: Excelente para o condicionamento cardiovascular e força total do corpo.

  3. Kettlebell Swings: Trabalha a explosão e força do core, útil para a estabilidade e potência.

  4. Pull-Ups: Fortalece a parte superior do corpo, crucial para a natação.

  5. Box Jumps: Melhora a potência e a força das pernas, beneficiando a corrida e o ciclismo.


Nosso Treinador Líder e Ceo da ATT, o Prof. Especialista em Performance Humana Harry Thorpe, ressalta que "apesar de os treinos no método CrossFit serem competitivos e de alta intensidade, a orientação é que, para melhorar a eficiência do atleta, esses treinos não devem competir com os treinos específicos de triatlo. Evite sair de um treino de CrossFit com mais de 80% de cansaço. É crucial evitar exaustão e treinos que levem à fadiga total, pois isso pode comprometer o desempenho e a recuperação necessária para melhorar a performance no triatlo, além de almentar os riscos de lesões musculares e articulares."


O Prof. Harry Thorpe ainda complementa: "Lembre-se de que os tipos de exercícios, movimentos e posturas utilizados são favoráveis ao melhoramento do desempenho em natação, ciclismo e corrida, mas o método CrossFit de competição e superação diários, acaba sendo desfavorável."


Sugestão de Rotina Semanal

  • Segunda-feira: Treino de corrida + CrossFit focado em força (levantamento terra, agachamentos)

  • Terça-feira: Natação + CrossFit focado em condicionamento cardiovascular (burpees, kettlebell swings)

  • Quarta-feira: Ciclismo de longa distância

  • Quinta-feira: Atividades leves e de mobilidade (alongamentos, yoga)

  • Sexta-feira: Treino de corrida + CrossFit com exercícios funcionais (pull-ups, box jumps)

  • Sábado: Ciclismo de média distância + natação

  • Domingo: Descanso completo ou atividades muito leves (caminhada leve, alongamentos)


Integrar o CrossFit no seu regime de treinamento pode proporcionar uma vantagem competitiva, melhorando a força, a resistência e a capacidade cardiovascular, essenciais para um triatleta bem-sucedido.


A inclusão de exercícios de potência no treinamento de triatletas é respaldada por diversas pesquisas científicas que demonstram os benefícios desse tipo de treinamento. Aqui estão algumas referências científicas relevantes sobre exercícios de potência e seu impacto no desempenho atlético, especialmente em disciplinas que compõem o triatlo:


Potência e Desempenho no Ciclismo:

  • Sunde, A., et al. (2010). "Maximal strength training improves cycling economy in competitive cyclists." Journal of Strength and Conditioning Research, 24(8), 2157-2165. Este estudo mostra que o treinamento de força máxima, que inclui elementos de potência, melhora a economia de ciclismo em ciclistas competitivos.


Potência e Desempenho na Corrida:

  • Paavolainen, L., et al. (1999). "Explosive-strength training improves 5-km running time by improving running economy and muscle power." Journal of Applied Physiology, 86(5), 1527-1533. Este estudo revela que o treinamento de força explosiva pode melhorar o tempo de corrida em 5 km, melhorando a economia de corrida e a potência muscular.


Treinamento de Potência para Natação:

  • Amaro, N. M., et al. (2018). "Effects of dry-land strength and conditioning programs in age group swimmers." Journal of Strength and Conditioning Research, 32(2), 475-484. Este estudo sugere que programas de força e condicionamento em terra firme, que incluem exercícios de potência, podem beneficiar nadadores de grupos etários, melhorando seu desempenho na água.


Benefícios Gerais do Treinamento de Potência:

  • Cormie, P., McGuigan, M. R., & Newton, R. U. (2011). "Developing maximal neuromuscular power: Part 2 - Training considerations for improving maximal power production." Sports Medicine, 41(2), 125-146. Este artigo revisa as considerações de treinamento para melhorar a produção máxima de potência, discutindo como os exercícios de potência podem ser incorporados de maneira eficaz em diferentes esportes.


Integração do Treinamento de Potência em Esportes de Endurance:

  • Ronnestad, B. R., Hansen, E. A., & Raastad, T. (2010). "Strength training improves 5-min all-out performance following 185 min of cycling." Scandinavian Journal of Medicine & Science in Sports, 21(2), 250-259. Este estudo demonstra que o treinamento de força, incluindo componentes de potência, melhora o desempenho em um teste de esforço máximo de 5 minutos após 185 minutos de ciclismo, sugerindo benefícios significativos para esportes de endurance como o triatlo.


Estas referências destacam a importância dos exercícios de potência para melhorar o desempenho nas disciplinas do triatlo. Incorporar movimentos como levantamentos olímpicos, saltos pliométricos e exercícios de kettlebell pode aumentar a força explosiva, a resistência e a eficiência dos movimentos, levando a uma melhor performance geral.


31 visualizações0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page